Extra Digital

Investigados por invasões e execução no tribunal do tráfico

▶ O 5º da lista é Wallace de Brito Trindade, o Lacoste. Ele controla o tráfico no Morro da Serrinha, em Madureira, e é suspeito de envolvimento em tentativas de invasões ao Morro do Cajueiro, com territórios controlados por uma facção rival.

Com sete mandados de prisão expedidos pela Justiça, Wilton Carlos Rabello Quintanilha, o Abelha, é o 6º na estatística dos mais procurados. Ele é apontado como um dos chefes da maior facção criminosa do Rio. A polícia o investiga, ao lado de Doca, por suspeita de ordenar a invasões a territórios rivais. Abelha e Doca também são investigados por supostamente integrarem o tribunal do tráfico que determinou a morte dos responsáveis pela execução de três médicos na Barra na madrugada de 5 de outubro. PEntre os executados estava Philip Motta Pereira, o Lesk, que integrava a maior facção criminosa e teria sido responsável por autorizar o ataque ao quiosque onde os ortopedistas estavam.

Também aparece na lista, o traficante John Wallace da Silva Viana, o Johny Bravo. Chefe do tráfico na Rocinha, o bandido receberia 47 fuzis, apreendidos pela PF em 10 de outubro, em uma mansão da Barra. Com 5 prisões decretadas, Johny Bravo é investigado por ceder homens que participam de invasões a comunidades rivais. Ele foi denunciado por contribuir para um confronto no Morro de São Carlos, no Estácio, em 26 de agosto de 2020. Na ocasião, uma mulher morreu, atingida por uma bala perdida, ao proteger com o corpo o filho de 3 anos que estava em seu colo.

POLÍCIA

pt-br

2023-11-19T08:00:00.0000000Z

2023-11-19T08:00:00.0000000Z

https://extra-globo.pressreader.com/article/281775633894293

Infoglobo Conumicacao e Participacoes S.A.