Extra Digital

Uma alavanca para os MEIs

▶ O Pix também foi um sistema de alavancagem para os microempreendedores e pequenos empresários. A facilidade de pagamento, com transações instantâneas e gratuitas, atendeu desde o vendedor de picolés e mate na praia até as pequenas lojas. Segundo o Sebrae, mais de 76% das empresas do Rio utilizam a ferramenta como meio de pagamento. Apenas 24% ainda não utilizam a modalidade. Além disso, 43% disseram que esse modelo já compõe de 25% a 50% do faturamento.

Para Cristiano Maschio, CEO da Qesh, especialista em pagamentos e serviços financeiros digitais, o mercado precisou promover rapidamente as adequações necessárias para aceitar o Pix. Na avaliação dele, o próprio consumidor acelerou a mudança:

— A pessoa ia à praia, queria pagar com cartão, e o vendedor tinha que pedir a maquininha emprestada. Fora a cobrança pela operação. O Pix democratizou o sistema financeiro no Brasil.

GANHE MAIS

pt-br

2023-11-20T08:00:00.0000000Z

2023-11-20T08:00:00.0000000Z

https://extra-globo.pressreader.com/article/281767043961530

Infoglobo Conumicacao e Participacoes S.A.