Extra Digital

Javier Milei é eleito novo presidente da Argentina

Janaína Figueiredo janaina.figueiredo@oglobo.com.br

▶ Depois de ter ficado em segundo lugar no primeiro turno da eleição presidencial, em 22 de outubro passado, quase sete pontos percentuais abaixo do primeiro colocado, o peronista Sergio Massa, o candidato à Presidência da direita radical argentina, Javier Milei, conseguiu dar a volta por cima e venceu a disputa pelo comando da

Casa Rosada. Com 97% dos votos apurados até o fechamento desta edição, Milei obteve 55,76% e Massa, 44,23%. O resultado é a pior derrota sofrida pelo peronismo e, desde 2003, pelo kirchnerismo em 40 anos de democracia.

Antes mesmo da divulgação do resultado, Massa reconheceu a derrota em discurso à nação, e disseque ligou para o ultradireitista parabenizando-o pela vitória. Com participação de 76% dos eleitores, um pouco abaixo dos 77,65% registrados no primeiro turno, o fundador e líder do partido A Liberdade Avança se tornará o primeiro “outsider” da história da Argentina a eleger-se presidente.

A virada a favor de Milei, admirador de Donald Trump e Jair Bolsonaro, confirmou uma tendência regional de candidatos que não são os mais votados no primeiro turno, mas conseguem crescer de forma expressiva em pouco tempo e eleger-se.

— A Argentina teve o nono segundo turno em eleições presidenciais na América Latina entre 2021 e 2023, e, como aconteceu e outros cinco pleitos, houve uma reviravolta — comenta Daniel Zovatto, diretor para as Américas do Idea Internacional.

O PAÍS

pt-br

2023-11-20T08:00:00.0000000Z

2023-11-20T08:00:00.0000000Z

https://extra-globo.pressreader.com/article/281711209386682

Infoglobo Conumicacao e Participacoes S.A.